Apresentação

 

O presente projeto de pesquisa Salsichão no Boquerão/Tainha na Prainha tem como objetivo principal deflagrar a parceria artística entre a Companhia Silenciosa (Curitiba – Paraná) e o Erro Grupo (Florianópolis – Santa Catarina), em um processo investigativo inédito, construído a partir de compartilhamento técnico, relacional, conceitual e artístico entre os grupos, que darão continuidade a pesquisas que desenvolvem em suas cidades. Ambos os grupos já vem realizando parcerias independentes e troca de experiências desde 2003. Este interesse advém do fato de ambos utilizarem o espaço urbano e espaços não convencionais como possibilidade cênica comunicacional. Assim, este projeto concentrar-se-á em aspectos de interesse comum e terá sua estrutura em dois eixos de pesquisa principais (abertos às modulações empreendidas por cada artista-pesquisador):

 

 

Presença Cênica – Mediações e Extensões: Estudo de possibilidades e potencialidades da presença cênica, como ela ocorre e suas possíveis mediações, incluindo estudos sobre roteirização, espaço, tecnologias e o trabalho do ator/performer. Problematização dos conceitos de presença, mediação e sua articulação poética de ambos os grupos. Quais as implicações dessa presença mediada? O trinômio Ator X Palco X Espectador levado aos limites, transfigurado em Presença X Virtual/Real X Espectator/Performer, evidenciando seu próprio desuso contemporâneo constante. A pesquisa proposta estetiza e ironiza a questão da utilização de aparatos tecnológicos, como facilitadores da problemática gerada por dois sistemas distintos que, unidos, produzem um terceiro sistema situacional. A mediação da presença cênica como poética da ironia da tecnologia, burlando as funções “originais” dessa mesma tecnologia, meramente utilitárias na área da Comunicação Mediada.

 

Frestas, Deslocamentos e Rupturas: Exploração do potencial cênico de espaços que compõem a urbe e suas adjacências, sejam eles construídos ou não para a “cena” em suas especificidades concretas e conceituais (real/virtual, público/privado, urbano/não urbano, etc). Ambos os coletivos terão o objetivo de criar frestas, deslocamentos, situações e rupturas nesses fluxos e espaços, através de ações elaboradas coletivamente que dialoguem com suas pesquisas e que explorem a noção de presença cênica, possibilitando, assim, uma justaposição dessas ações para apresentação no Rumos Teatro. A pesquisa será concentrada primordialmente na questão da presença cênica, suas possíveis mediações e suas múltiplas relações, estético-políticas, com as cidades, tendo como base teóricos como Hakim Bey, Massimo Canevacci e Guy Debord.

 

 

 

%d blogueiros gostam disto: