Tag Archives: Esclarecimentos

O que quase é… SEMINAR PORNOSUSPENSE

28 ago

2º Projeto de apresentação da pesquisa a ser realizado em São Paulo enviado para o Programa Rumos Itaú Teatro


SALSICHÃO NO BOQUERÃO / TAINHA NA PRAINHA

PARTE A (ERRO GRUPO) – SEMINAR PORNOSUSPENSE


ESPAÇOS E AÇÕES (vide as seguintes ilustrações de uso de espaço)

A.     Rua (Rua Treze de Maio e Avenida Paulista)

As ações realizadas nestes espaços terão transmissão para a sala 01. Uma atriz realiza transmissão de vídeo de seu dispositivo móvel, as imagens são projetadas dentro da sala do Itaú onde está o público aguardando o seminário. Ela está em um banheiro, nas proximidades do Instituto Itaú Cultural. Ela sai do banheiro e vai em direção ao Instituto Itaú Cultural. A atriz usará algum tipo de equipamento de dispositivo móvel, dependendo da disponibilidade da produção do Rumos Itaú,  para transmissão de imagens via web – da rua para a Sala 01.

 

B.     Vitrine do Instituto Itaú Cultural

Imagens sobre o projeto (fotos, vídeo, mapas e textos) colocadas na vitrine do prédio do Instituto Itaú Cultural com visão da calçada da Av. Paulista. Será necessária a instalação de uma televisão com DVD player e a colagem de fotos e textos na vitrine do prédio do Itaú Cultural.

 

C.      Marquise do Instituto Itaú Cultural

Instalação do equipamento de som se possível, se não o equipamento deverá ficar embaixo na fachada do Itaú Cultural na Av. Paulista.

 

D.     Escadas do Instituto Itaú Cultural

Ação de um ator e uma atriz nas escadas do prédio (escadas que possuem visão da Avenida Paulista, vide imagens). Eles terão as suas vozes projetadas para fora através de microfones de lapela e caixas de som instaladas na fachada do prédio. O público poderá vê-los do lado interno do prédio e também pelo lado externo. A iluminação frontal do prédio deverá ser desligada, deixando apenas os refletores instalados de forma a direcionar o olhar do público da rua.

 

E.      Sala 01 do Instituto Itaú Cultural

Sala do seminário presencial onde serão distribuídas as encadernações, em torno de 100, contendo registros do grupo sobre o projeto e onde será projetada a transmissão das ações realizadas na rua. É possível utilizar a superfície das paredes brancas da sala 01 como suporte para projeção. Será necessária a instalação de um projetor e de equipamentos de som nessa sala do prédio do Instituto Itaú Cultural, transmitindo as imagens da ação na rua.

 

F.      Sala 02 do Instituto Itaú Cultural

Sala do seminário em áudio (instalação sonora). Será necessária a instalação de equipamentos de som nessa sala do prédio do Instituto Itaú Cultural.

 

G . Terraço do Instituto Itaú Cultural

No dia anterior a nossa apresentação será realizada uma gravação de uma cena no local, neste dia, assim como no dia de nossa apresentação, será necessária a autorização para instalação e disparo de fumaças cenográficas. Este local também será utilizado no dia do seminário onde os atores da rua finalizarão sua cena. Somente subirão ao local as pessoas de nossa equipe.

 

OBSERVAÇÕES SOBRE A UTILIZAÇÃO DOS ESPAÇOS

 

  1. É necessária a liberação para ensaios de observação e práticos nos locais de ação.
  2. O grupo necessita realizar uma ação de encontro com o público na rua no momento de sua entrada no prédio do Instituto Itaú Cultural com o fim de direcioná-lo para os ambientes. Solicitamos que o início de nossa apresentação seja divulgado em frente ao Itaú Cultural.
  3. As salas devem possibilitar que o público permaneça à vontade, que possa andar livremente por elas e até retornar a rua, pois todas as ações acontecem simultaneamente.
  4. As salas do prédio do Instituto Itaú Cultural na Avenida Paulista devem estar em contaminação entre si e perto da rua para gerar um fluxo do público através dos ambientes. Uma das salas, a sala 01, pode ser grande e será utilizada por um ator para iniciar o seminário, para distribuir as encadernações dos artigos do grupo e para a transmissão das ações da rua. A outra sala, a sala 02 com a instalação sonora, deve ter preferencialmente vista para a Avenida Paulista e também deverá ser facilitada a circulação do público por esta sala. As pessoas dessa sala poderão ter uma visão da paisagem do lado externo do prédio.

 

 


Anúncios

O que será um dia… PORNOSUSPENSE

28 ago

1º Projeto de apresentação da pesquisa a ser realizado em São Paulo enviado ao Programa Rumos Itaú Teatro

SALSICHÃO NO BOQUERÃO / TAINHA NA PRAINHA

PARTE A (ERRO GRUPO) – PORNOSUSPENSE

Espaços de Ação – (As ações de PORNOSUSPENSE não possuem estrutura cenográfica, os atores relacionam-se com os elementos dos espaços urbanos e apenas alguns objetos).
1. Ruas nas quais se realizarão a maior parte das ações (rua e calçada do Viaduto do Chá e da Praça do Patriarca, embaixo do viaduto no Vale do Anhangabaú e na calçada da Avenida Paulista em frente ao Instituto Itaú Cultural). É necessária a liberação para um ensaio no local.

2. Marquise do prédio (P2) em frente ao edifício da Prefeitura Municipal de São Paulo (P1) (vide ilustração de uso de espaço no fim deste texto) para instalarmos as caixas de som e para ação de atriz. É necessária a liberação para um ensaio no local.

3. Salas com as janelas do prédio da Prefeitura Municipal de SP (P1) com face para o Viaduto do Chá – 03 janelas que, preferencialmente, deverão estar nesse edifício onde se localiza o projetor, porém não muito próximas, para que a luz da projeção não obstrua a visão do público. Uma das janelas deve ser de um cômodo, sala, que possa ser utilizado por 02 atores para realizar uma cena de 25 minutos. Nas outra(s) janela(s) deverá ser autorizada a entrada de 10 pessoas do público que serão sorteadas em ação na rua já no início da apresentação, essas pessoas terão uma visão diferenciada das ações no Viaduto. É necessária a liberação para um ensaio no local.

4. Salas com acesso as janelas no outro prédio da Prefeitura Municipal de SP do outro lado do Viaduto do Chá (P3), de frente para as janelas do prédio anteriormente mencionado, para a instalação de equipamentos. É necessária a liberação para um ensaio no local.

5. Carro de som para circular por uma hora pela região do Viaduto do Chá na faixa normal de carros.

6. Carro de tele-mensagens com locutor e autorização para circular por uma hora embaixo do Viaduto (no Parque do Anhangabaú), com entrada pela Praça Ramos de Azevedo.

7. Projeções:
a. Instalação de dois projetores nas janelas do prédio da Prefeitura Municipal de SP (P1), projetando imagens no chão embaixo do Viaduto do Chá (vide ilustração de uso de espaço no fim deste texto) e no prédio do outro lado da rua (P2).
b. Instalação de 01 projetor na marquise do prédio em frente a Prefeitura Municipal (P2).
c. Instalação de 02 projetores do outro lado do Instituto Itaú Cultural na Av. Paulista (os mesmos projetores solicitados pela Cia. Silenciosa).
d. Instalação do banner na fachada do prédio (estamos negociando com a Cia Silenciosa para que estes sejam os mesmos que eles utilizem ao invés de telões).
e. Será necessário o desligamento de alguns postes de iluminação pública situados na área de projeção, especialmente da iluminação abaixo do Viaduto onde serão projetadas as imagens no chão.

Descrição da utilização dos espaços

No Viaduto do Chá ficarão em uma marquise no prédio (P2): as caixas de som, um projetor, uma mesa de som, um computador e os transmissores dos microfones.

Na Prefeitura Municipal (P1) utilizaremos os seguintes espaços:
a. 01 ou 02 janelas superiores para instalarmos duas máquinas de fumaça;
b. 02 janelas para acontecerem cenas com os atores e posteriormente para receber 10 pessoas do público (escolhidos de forma aleatória);
c. 01 cômodo, sala, com janela para uso de casal de atores por cerca de 25 minutos;
d. 02 janelas para projetar, ficando um projetor e um computador em cada.
e. Necessitaremos projetar imagens (do projetor situado na marquise do prédio – P2) na fachada do prédio da Prefeitura (P1) e para tanto precisaremos instalar um banner estendido nesta fachada.

No Viaduto do Chá serão 03 projetores:
a. Projetor 1 – a projeção será efetuada do prédio P1 direcionada ao chão logo abaixo do Viaduto do Chá (vide imagem 01 e 03), portanto será necessário o desligamento de postes de luz daquele local.
b. Projetor 2 – a projeção será realizada desde o prédio P1 até o prédio P3 localizado no extremo oposto do outro lado do viaduto (imagem 03 e 06).
c. Projetor 3 – instalado na marquise do prédio P2 com projeção direcionada para o outro lado da rua no prédio P1 com área de projeção em sua fachada.

Os outros dois projetores, solicitados também na lista da Cia. Silenciosa, serão utilizados na Av. Paulista, projetando sobre a fachada do prédio do Instituto Itaú Cultural imagens transmitidas ao vivo da ação no Viaduto do Chá e da ação realizada em um dos cômodos do prédio P1.

O carro de mensagens ao vivo passará por baixo do Viaduto e deverá se posicionar no local onde está a projeção do projetor 1 (vide imagem 01). Após o término da ação, seguirá para o prédio do Itaú, sendo necessária a autorização para emissão de som na Av. Paulista, assim como para a área do Viaduto do Chá. Já o carro de som circulará pelas ruas nas proximidades do Viaduto do Chá e no próprio Viaduto.

 

Lambe-lambe Action!

1 ago

As ações silenciosas para o SalsichãoTainha em Florianópolis, ocorridas entre 25 e 26 de julho e intituladas de El Gran Cabaret Porno contaram com a colagem de diversas imagens de cunho erótico/político produzidas pelos três integrantes da Companhia Silenciosa (em parceria com Alessandra Haro, sua fotógrafa oficial de quase uma década), e também com a tentativa de uma webtransmissão em tempo real para bate-papo sobre os modos de produção artística da Companhia, presença, cena e arte multimídia, tentativa essa que se mostrou falha devido a problemas com a recepção dos dados por parte dos participantes do chat, que ficaram impossibilitados de ver e ouvir as imagens enviadas direto do Restaurante Barracuda, na Lagoa da Conceição. El Gran Cabaret Porno simboliza a etapa atual em que se encontra o SalsichãoTainha para a Silenciosa, já imerso na temática do erotismo e da pornografia como vetores políticos inquestionáveis de possibilidade de expansão da presença cênica, atravessando mídias como o lambe-lambe e os sticks (adesivos de paredes), modalidade de arte de rua contemporânea que consiste em low-tech de impressão e colagem de material artístico em espaços públicos urbanos, no caso os cartografados na primeira viagem da Companhia para a ilha de Florianópolis em fevereiro deste ano.

Influenciados pela segunda passagem do ERRO Grupo por Curitiba em junho último — com seu PORNOSUSPENSE — os integrantes da Silenciosa decidiram produzir imagens fixas e intercambiantes a serem dissipadas, engolidas e antropofagizadas em pixels famintos pela capital catarinense na madrugada da segunda-feira 25 para terça-feira 26, capital essa obrigada a lidar na manhã seguinte com a sugestão sexual inexorável e silenciosa impressa em seus postes, paredes, placas, pontes, túneis, muros e vitrines. Essas ações contaram com a participação do olhar do espectador e suas subsequentes reações para que lhes fossem impressas também realidade, valor e análise social. Ações que, se não legais jurídica e/ou penalmente, são ao menos muito legais artística e politicamente: como formato de manifesto para a liberdade de expressão em tempos de repressão sexual e artística no país. El Gran Cabaret Porno investiga características e aspectos essenciais da política de opressão social, estatal e global exercida sobre os espaços urbanos de uso comum tanto quanto o uso e os fins a que se destinam as diversas sexualidades contemporâneas. Investiga também a intensa necessidade da Companhia Silenciosa de borrar os delineamentos precisos e especificistas entre os gêneros artísticos, levando a “cena teatral” para o material visual, para a intervenção urbana, para a manifestação política declarada, para a performance art, o grandiloquente intuito de conjuminar todas as possíveis mídias que estejam à mão para um grandioso evento cênico, mescla de congregação e confraternização das artes com o questionamento dos propósitos que tendem a separá-las em nichos.

 

 

* Photo by Alicia Roy

Chat Da Webtransmissão Programada Para O Dia 26/07/2011

30 jul

 

Welcome to the ‘companhiasilenciosa’ room.

 

companhiasilenciosa mod: oi, mundo

companhiasilenciosa mod: boa tarde, terraqueos

companhiasilenciosa mod: testando

companhiasilenciosa mod: oi

companhiasilenciosa mod: terraqueos

companhiasilenciosa mod: ca estamos para satisfazer vosso placer

companhiasilenciosa mod: alguem interessado no assunto Companhia Silenciosa?

companhiasilenciosa mod: Estamos aqui para conversar sobre:

companhiasilenciosa mod: Teatro

companhiasilenciosa mod: Teatro em Curitiba

companhiasilenciosa mod: Intercambio em Floripa

companhiasilenciosa mod: Presença

companhiasilenciosa mod: Presença Cênica

companhiasilenciosa mod: Tecnologias

companhiasilenciosa mod: Cena Multimídia

companhiasilenciosa mod: Cena no sul da América Latina

companhiasilenciosa mod: Intervenção Urbana

companhiasilenciosa mod: Espaço Urbano

companhiasilenciosa mod: Espaço Privado

companhiasilenciosa mod: SalsichaoTainha

companhiasilenciosa mod: Companhia Silenciosa + ERRO Grupo

companhiasilenciosa mod: Florianópolis

companhiasilenciosa mod: A Ilha da Magia

companhiasilenciosa mod: Praia subtropycal

companhiasilenciosa mod: Teatro e cena subtropycais

companhiasilenciosa mod: Estamos aqui contando com a sorte que pode se estabelecer entre o ser humano e a tecnologia que o media

companhiasilenciosa mod: Peguntas?

companhiasilenciosa mod: Perguntas*?

companhiasilenciosa mod: iPads mode on?

companhiasilenciosa mod: Cerveja importada?

companhiasilenciosa mod: Estamos falando directo do Restaurante BARRACUDA, Lagoa da Conceição, Avenida das rENDEIRAS

companhiasilenciosa mod: Rendeiras*

companhiasilenciosa mod: BARRACUDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

companhiasilenciosa mod: Aguardamos contacto terreno

companhiasilenciosa mod: amoroso

companhiasilenciosa mod: afetivo

companhiasilenciosa mod: fértil

companhiasilenciosa mod: e suave

companhiasilenciosa mod: Hoje nós dispensamos a rispidez da vida

companhiasilenciosa mod: facebooks

companhiasilenciosa mod: twitters

companhiasilenciosa mod: orkuts (not)

companhiasilenciosa mod: google +

companhiasilenciosa mod: todas as redes sociais

companhiasilenciosa mod: uni-vos na força da salsicha

companhiasilenciosa mod: 4 pessoas?

companhiasilenciosa mod: caladas, tímidas??

companhiasilenciosa mod: Nós não mordemus

companhiasilenciosa mod: (ao menos por enquanto)

companhiasilenciosa mod: http://www.companhiasilenciosa.com’

companhiasilenciosa mod: Estamos ao vivo no Twitter @salsichaotainha

companhiasilenciosa mod: pessoas?

companhiasilenciosa mod: que tal conversar?

uh ban: the video isn’t working since you have started it.

companhiasilenciosa mod: who’s saying that?

ih ban: o vídeo não funciona mesmo

companhiasilenciosa mod: sério?

companhiasilenciosa mod: quem é vc?

companhiasilenciosa mod: não dá para ver nada?

companhiasilenciosa mod: dá para nosouvir?

companhiasilenciosa mod: nos ouvir*

uh ban: no, the audio is not working also.

uh ban: nothing is working.

uh ban: only the letters

ih ban: sim a tecnologia nos deixa na mão

companhiasilenciosa mod: oh my fucking gosh

uh ban: the words.

companhiasilenciosa mod: sim, nos deixa

ih ban: a propósito

companhiasilenciosa mod: nada há que se compare ao calor humano

ih ban: como vcs incorporam essas falhas tecnologicas ao processo?

companhiasilenciosa mod: vc permanecerá incógnito?

companhiasilenciosa mod: incorporamos de maneira humilde

companhiasilenciosa mod: se não pega, não pega

companhiasilenciosa mod: não há como ser tudo nessa vida

companhiasilenciosa mod: hahaha

rafa ban: tá rolando a transmissão?

rafa ban: ???

companhiasilenciosa mod: deveria estar, rafa

companhiasilenciosa mod: nao da para vcs verem nadra?

rafa ban: mas pode ser eu aqui q não eseja conseguindo?

rafa ban: aqui no meu diz off line

companhiasilenciosa mod: já houve reclamaçoes

rafa ban: http://www.livestream.com/companhiasilenciosa?utm_source=lsplayer&utm_medium=embed&utm_campaign=footerlinks

companhiasilenciosa mod: mas aqui aparece para nós como se estivesse funcionando

rafa ban: este é o endereço?

ih ban: nada não vemos nada td preto

companhiasilenciosa mod: alguma dica para o bom funcionamento?

companhiasilenciosa mod: estamos aceitando

companhiasilenciosa mod: estamos conseguindo nos comunicar apenas pelas palavras

companhiasilenciosa mod: alguma questão?

companhiasilenciosa mod: relativa aos tópicos acima??

companhiasilenciosa mod: e/ou outros??

companhiasilenciosa mod: aceitamos conselhos

companhiasilenciosa mod: emocionais e administrativos

companhiasilenciosa mod: acredito que remarcaremos essa transmissão

companhiasilenciosa mod: SOMOS SUBTECNOLÓGICOS

companhiasilenciosa mod: Mas temos muito amor pra dar

companhiasilenciosa mod: No coração

companhiasilenciosa mod: ❤

rafa ban: adorei… pra assistir tem que ir a Floripa uia!!!

companhiasilenciosa mod: rafa

rafa ban: Então tratem de vir a Salvador

companhiasilenciosa mod: nós temos boa vontade

companhiasilenciosa mod: Mas hora dessas desembarcamos ai

companhiasilenciosa mod: aí*

rafa ban: Claro!!! Sucesso.. me vou que essa tela colorida piscando aqui…

companhiasilenciosa mod: vamos remarcar esse papo?

companhiasilenciosa mod: ou, talvez, vc prefira via Skype???

companhiasilenciosa mod: tela colorida piscando deixa tudo muito psicodélico

companhiasilenciosa mod: hahaha

companhiasilenciosa mod: há mais pessoas na sala???

companhiasilenciosa mod: TERRÁQUEOS?

claudia ban: não tem nada acontecendo aqui…?

companhiasilenciosa mod: Oi, Claudia

companhiasilenciosa mod: Deus está entre nós

companhiasilenciosa mod: estamos tentando algo…

claudia ban: e a conexão, também?

companhiasilenciosa mod: A conexão muito possivelmente não

claudia ban: aqui não aparece nada

companhiasilenciosa mod: Não aparece nada e não há nem som aí?

companhiasilenciosa mod: EITA POHAN

claudia ban: nada.

companhiasilenciosa mod: Claudia, nós estamos online

companhiasilenciosa mod: mas não sabemos o que acontece aqui

companhiasilenciosa mod: pra nós, estamos ao vivo…

claudia ban: melhor ir para outro lugar com conexão talvez

companhiasilenciosa mod: e não sabemos porque não esta permitindo

companhiasilenciosa mod: a transmissão

companhiasilenciosa mod: bem, nossa conexão está ok

claudia ban: …

companhiasilenciosa mod: enfim, faz parte da pesquisa…

companhiasilenciosa mod: infelizmente

companhiasilenciosa mod: teremos de remarcar essa webtransmissão

companhiasilenciosa mod: ne=ós avisaremos no blog salsichaotainha.wordpress.com

companhiasilenciosa mod: e no facebook

companhiasilenciosa mod: salsicahoatainha’

companhiasilenciosa mod: e nos nossos pessoais

companhiasilenciosa mod: giorgia conceição, henrique saidel e leonarda glück

companhiasilenciosa mod: desculpe…

companhiasilenciosa mod: se quiser, pode passar seu e-mail e te avisamos =)

companhiasilenciosa mod: obrigada, avisaremos da nova data

companhiasilenciosa mod: obrigada, avisaremos da nova data

companhiasilenciosa mod: e-mail da silenciosa:

companhiasilenciosa mod: companhiasilenciosa@hotmail.com

 

por problemas com a webtransmissão, remarcaremos a data

 

ANDAMENTOS ATÉ AQUI

12 jun

A experiência tirada da segunda passagem do ERRO Grupo por Curitiba para o SalsichãoTainha terá sido incrível e esclarecedora. As ações de ativação dos espaços (e possíveis mediações da presença humana através de tecnologias digitais contemporâneas de uso recorrente) cartografados em sua passagem anterior pela capital paranaense englobaram visitas a espaços teatrais oficiais da cidade, praças no centro da cidade e propostas cênicas que buscam problematizar as conexões entre espaços públicos e privados, interferências nos fluxos desses ambientes e propiciar a relação das diversas presenças sociais envolvidas e midiatizadas nesses fluxos. Em uma fria e ensolarada quarta-feira 8/06, a Companhia Silenciosa recebeu o grupo florianopolitano em dia de jogo, Coritiba (3) e Vasco (2), da primeira final da Copa do Brasil. O hotel previsto para a hospedagem (e futuramente para as ações artísticas conjuntas) do grupo estrangeiro havia sido completamente tomado por integrantes da torcida vascaína. Boquiabertos e realocados em outro hotel, dessa vez unicamente para fins sumários de hospedagem mesmo, o grupo aguarda o meio dia do dia seguinte, que é quando o hotel previsto teria seus quartos almejados livres para o ensaio e a confabulação de cúpula das ações. A Companhia Silenciosa entra em contato com o roteiro de ações proposto pelo grupo visitante, intitulado PORNOSUSPENSE. Aforismos relativistas à parte, as “atrizes” (para não citarmos suas outras qualidades, intrínsecas e extrínsecas) da Silenciosa gostam muito do papel de atrizes, tem satisfação e comprazimento naquilo. O ator da Silenciosa também atua como “produtor” (para não nos atermos em suas outras funções sociais ou titulações). Há entre nós o desejo do contato, estamos experimentando a convivência e absorvendo a tainha por algum canto onde a salsicha, agora, não poderá entrar. Sim, nós temos um gráfico de ações! Estamos em terras brasileiras, temos futebol por perto, temos torcidas enlouquecidas e muitas vezes xenófobas. Estamos diante do maior império teatral da cidade, o prédio do Centro Cultural Teatro Guaíra, que a tudo acompanha em silêncio sem nada poder oferecer; pedimos autorização para utilização do espaço para filmagens e parte das ações, que nos foi negada: trata-se, agora, de apenas um lindo teatro antigo e mal cuidado, outrora glamouroso, transformado em edifício de funcionarismo público contemporâneo. Na manhã da quinta-feira 9/06, rumamos todos para uma ação inusitada no Grande Auditório do Teatro Positivo, lugar gracioso, belo e meticulosamente construído para uma grandiosa cena teatral à grega. A equipe gerenciadora deste teatro — privado, vale lembrar — nos autorizou de imediato a utilização de seus espaços internos para a filmagem do vídeo pré-gravado componente do roteiro de PORNOSUSPENSE. Um palco, uma plateia dócil e inexistente, cortinados e veludos apropriados, um tango e uma punhetinha furtiva. Lá fora o frio racha as peles polacas da região. À tarde todos fazemos entrada nos quartos do hotel onde o grupo está hospedado, local de parte de nossas ações programadas para o dia seguinte. Temos contato com a exorbitante quantidade de fiações por onde obteremos energia para o funcionamento de nossa tecnologia, ainda não inteiramente dominada. Também recebemos mais instruções para o funcionamento dos nossos corpos dentro dessas ações, nossos corpos, porém, são de uma tecnologia um pouco mais dominada, talvez porque nos seja inerente, mas só talvez. Nossos roteiros trazem informações como “a verdade está do outro lado”, “o que está longe pode vir a ficar perto”, Cicciolina, pizza, flâmula italiana, áudios do Google Tradutor, cenas de banheiro, dança, higiene pessoal, público dentro de um dos quartos, gente dormindo, camareiras, projeção de imagens íntimas através da janela de outro dos quartos, pratos com leite, bondage, masturbações (intelectuais e físicas), boneca inflável na marquise, atrito físico, denúncias de vandalismo, invasões calculadas, fumaça espetaculosa, Humphrey Bogart, James Dean e, claro, um belo e acintoso salsichão local. Câmeras, computadores e sites de relacionamento social na internet mediam tudo, a tudo olham e a tudo gravam, parodiam tudo, extrapolam tudo e a tudo contem. O PORNOSUSPENSE, realizado com uma hora de atraso (a tecnologia humana também falha), às 19 horas da sexta-feira 10/06, aliviou nossa tensão. Tivemos, com ele, um meio de pôr para fora o tesão grupal recolhido, na primeira ação artística inédita e conjunta realizada entre ERRO Grupo e Companhia Silenciosa depois de oito anos de namoro e rusgas à distância. A gozada foi boa, porém.

No meio dia do sábado 11/06 seguinte, nós nos encontramos relaxados, participativos e opinativos para uma conversa muito esclarecedora dos rumos em questão nesse nosso intercâmbio sulista. Surgiram-nos questões chave como: teatro, performance art, teatro dramático e teatro pós-dramático, lugar de onde se vê, lugar de onde não se vê, reação física ativa do espectador, espetáculo, arte diluída no cotidiano, visibilidade X invisibilidade como posicionamento político, características das funções próprias dos atores, características das funções próprias dos performers, características das funções próprias dos atores/performers, características das funções próprias dos diretores, características das funções próprias dos produtores culturais, características das funções próprias da equipe técnica, características das funções próprias de quem mistura todas as funções anteriores, semelhanças e diferenças no funcionamento interno de ambos os coletivos, machismo, feminismo, sexismo, heterossexismo, gêneros (biológicos e artísticos), sexualidade, delimitação de fronteiras entre linguagens e a subsequente desaparição dessas delimitações fronteiriças. Nosso SalsichãoTainha está crescendo a olhos vistos!

Às 15 horas do mesmo sábado, o ERRO Grupo realizou uma explanação para a comunidade local interessada sobre os temas e as articulações artísticas trabalhados no coletivo desde seu surgimento até seu momento atual. A conversa, de caráter informal, contou ainda com a apresentação de vídeos (demonstração de trabalho) e distribuição de programas de ações artísticas anteriores e mostras dos modos de produção com os quais o grupo trabalha e se relaciona. A Companhia Silenciosa está silenciosa, absorvente, e se prepara para sua próxima passagem pela capital do Estado de Santa Catarina no final da segunda metade do mês de julho próximo, quando realizará seu quinhão das ações artísticas previstas por este projeto. De minha parte (aqui anônima e subversiva) posso dizer que já estamos sentindo falta dessas coisas de que, em tão pouco tempo, somos capazes juntos. Quem viver verá!

DEPORNOSUSPENSE

10 jun

Segredo:

Duas palavras para agilizar e facilitar a produção teatral em Curitiba –

1 – Teatro

2 – Guaíra

SOBREPORNOSUSPENSE

30 maio
Silenciosos,
Vamos Pornosuspense e antes de entrarmos objetivamente no roteiro, por
favor, entrem em contato com o Bataille. O Pornosuspense foi desvirginado
ali. Estamos encochados nele desde o Formas e intensificamos a fricção a partir
da visita em Curitiba.
Abraços.
Seguimos colocando e suspendendo.
ERRO Grupo

Georges Bataille - O Erotismo
Bataille, Georges - Historia del ojo
BatailleCruelPractice
%d blogueiros gostam disto: